terça-feira, 28 de outubro de 2008

dia de ontem, 271008


Sinto saudades de algo que não sei o que é. Pode ser alguém. Pode ser uma rotina ou uma aleatoriedade de actos que juntos aconteciam e faziam-me sentir melhor. É fácil dispensar o que se pensa não ser essencial, mas um dia chamamos-lhe isso, e no seguinte já não o sentimos. E assim, os pensamentos voam numa imaginação real. -Por que não viras costas? A coragem deixou de ser discutível. É aquela coisa. Que coisa? Aquela, aquela do que fica por dizer... Faz-me mal, mas até deixar de fazer demora tempo. Tempo que não tenho.

2 comentários:

marionete disse...

gostei tanto.
beijinho

Luis SIlva disse...

porque es uma menina mt fixe e eu adorot um enorme beijo recheado de saudade.
ADOROT Marta fifteen :D


ah e desculpa a ausencia